Reflexões sobre a mulher


Ousadia minha, mais uma vez tentar dizer qualquer coisa sobre mulher. Na varanda da minha casa ouvindo Betânia, reporto-me a uma publicação que me enviaram pelo zap sobre "COMO ENTENDER AS MULHERES". E a publicação traz uma figura de um homem, tentando ler um livro de milhares de folhas, discorrendo sobre o assunto. Mas, tenho certeza que quem quiser escrever sobre isto pode gastar todo papel que quiser, a tinta que desejar e não conseguirá descobrir nada de novo. A mulher é feita de amor, de carinho, de proteção, de doação.


Essas armas são infalíveis em qualquer situação. Ninguém consegue saber qual a arma que ela vai utilizar naquele momento, naquela ocasião. Pode ser um sorriso lindo, pode ser uma palavra doce, pode ser um olhar, um riso no canto dos lábios, um piscar de olhos significativo, uma palavra doce, amorosa...ou uma doce “mentira”. Se essas armas não forem suficientes ela tem uma infalível: “as lágrimas”. Ah! As lágrimas são infalíveis. Elas lavam as mágoas e derretem corações. Quanto “SIM” já foi pronunciado ao ver estas gotas rolando ou desabrochando dos olhos.


Mas, muitos dizem: “não queira ver uma mulher zangada”! Aí o capeta se manifesta! Saia da frente que o diabo vem atrás. Kkk. Melhor deixar passar e tentar apaniguar a zanga com algum carinho ou promessa que a convença. Melhor ainda é sumir do circuito enquanto é tempo. Quer ver? Mexa com um filho ou um neto dela. Nem quero pensar. Sai uma fera de dentro da mansidão, e do nada, a doce fada transforma-se num leão indomável!

Já escrevi anteriormente uma crônica em que eu dizia : "a mulher é um ser indecifrável". E é mesmo! E deixe sendo, e deixe como é. Imagine que é um ser maravilhoso do jeito que é e não queira modificar o que Deus criou com tanto cuidado. Quando dizem que a mulher foi criada a partir da costela de Adão, imaginem que ele só usou um pedacinho do corpo do homem. Talvez a dose necessária de valentia e estupidez para se defender. O restante ele deve ter ido buscar entre as flores: beleza, perfume, doçura e usou o pólen para reprodução.


Essa conversa mole de dizer: “a mulher é a rainha do lar” já era. Ela demonstrou sua sabedoria acomodando-se da melhor maneira, enquanto o homem mantinha as portas fechadas. Quem sabe? Talvez até com medo de ser suplantado por elas.


Mas, elas se libertaram e hoje são rainhas em suas profissões. Enquanto a maioria dos homens ainda está preocupada com a força, elas estão preocupadas com o seu próprio desenvolvimento técnico. Não abandonaram e nem irão abandonar as suas preocupações com a beleza, o trato fino e a educação. Mas, procuram aprender sempre mais. Não tenho dúvidas: o mundo será das mulheres. Será feminista dentro de algum tempo. E aí? Mudará para melhor? Quem sabe?


Gostaria de viver para ver. Aliás, gostaria de viver para viver. É bom...adoro a vida! Imaginem: já estou adaptando-me a não sair de casa. Não sei se ainda gostarei de andar pelos shoppings da vida. Pra fazer o que? Tomar cafezinho, de máscara? Kkk. Outro dia eu ia virando o gole de café na máscara...kkk.


Comprar? O que? Está tão bom sem gastar dinheiro em besteira. Comprando o que já tem e não precisa mais? Apenas pela mania de comprar. E a internet desmistificou tudo isso. Compro tudo sem sair de casa. Só falta o calor humano, os encontros com os familiares, com os filhos, netos e os amigos. Este não se compra. Sente-se. É o calor da vida!


Em frente! Venceremos mais esta batalha. Não será a última. Eu quero mesmo é estar vivo para vencer todas.


Mas, não esqueçam : conservem sempre as mulheres na crista da onda. Elas são a salvação da humanidade. Sem elas o mundo não tem graça. Certo ou errado?


Carlos Sampaio

Médico, 87 anos, em paz com a vida, cada dia mais amando o VIVER