Planejando no caos

Antes que você pense que planejar 2021 é loucura, diante de tantas incertezas pelos impactos da Covid-19, te aviso que não planejar pode ser ainda pior.

Seria maravilhoso poder dizer adeus ao caos que se instalou em nossas vidas esse ano e começar a escrever uma nova história. Porém, 2021 está batendo à porta e ainda não temos solução para resolver os problemas causados pela pandemia.


Em meio a tantas incertezas, talvez um primeiro pensamento se apresente disposto a nos convencer que de nada adianta planejar. Talvez você esteja se sentindo cansada pelo esforço de sobreviver a tudo isso. É aqui que mais um desafio começa. Perceber seus sentimentos e pensamentos e atuar sobre eles. É importante colocar intenção e propósito naquilo que, mesmo em circunstancias tão adversas, você deseje REALIZAR.

Diante do inevitável e com forte desejo de que de fato tenhamos um ano de abundancia em liberdade, integridade e recursos, precisamos partir de algum lugar para refletir o que e como vivemos os últimos 12 meses. E, em minha opinião, o melhor lugar de partida é sempre onde estamos agora. Sendo assim, vamos fazer uma retrospectiva, principalmente no que diz respeito aos aspectos internos, e então estaremos prontas (os) para pensar e criar um novo ano.

Obviamente não controlamos tudo. Pra você ter uma ideia, viajei no final de janeiro para o Brasil, com passagem de volta para abril e só consegui voltar em novembro, devido à pandemia. Não tive outra opção a não ser ajustar os meus planos para o que era possível realizar dentro dessa nova condição.

Considerando os recursos que você tem no momento, como você pode realizar o que deseja? Pare de olhar para o que você não controla e passe a focar atentamente no que você controla ou tem influência.

Todos nós temos um modus operandi de funcionar. Conhecer seu modo de funcionar traz clareza pra enxergar onde você se ajuda e onde você é seu próprio inimigo. Perguntas poderosas são aliadas no processo de construção do pensamento e do autoconhecimento. E as respostas serão a fundação para o próximo passo: Começar a planejar o novo ano.

Deixo aqui uma seleção de boas perguntas pra você. Prepare seu chá, papel e caneta e responda cada uma tranquilamente. E sim, é importante registrar suas respostas. Seja verdadeira. A sua história é única em beleza e amor!

1. Qual a principal lição aprendida em 2020?

2. Que novas habilidades você aprendeu neste ano?

3. Que novos hábitos você incorporou à sua rotina? Que hábitos deixou pra trás?

4. Do que mais você se orgulha ter realizado neste ano?

5. Qual foi a melhor decisão que você tomou?

6. O que você não quer levar para o próximo ano?

7. Em que você falhou?

8. Quão justa e gentil você foi consigo mesma quando falhou?

9. Se pudesse, o que teria feito de diferente?

10. O que você fez para crescer em sua carreira?

11. O que você fez para sua saúde física e mental?

12. Como cuidou das suas finanças?

13. O que fez por diversão e autocuidado?

14. Como você evoluiu em seus relacionamentos (íntimo, familiares, amigos)?

15. Que pessoa teve impacto significativo na sua vida?

16. Qual foi seu momento favorito?

17. O que você mais gostou de ter realizado?

18. O que te energizou? E o que drenava sua energia?

19. Pelo que você é grata?

20. O que você deixa sem concluir neste ano?

21. Que conselho você teria dado a si mesma há 01 ano atrás?

22. Como você apresentaria seu ano a um estranho, em 30 segundos?

Conte pra gente como foi pra você realizar esse exercício. A sua experiência nos inspira.

Essa reflexão faz sentido pra você? Compartilhe com suas amigas.


Créditos Fotos:

Capa - Karolina Grabowska by Pixabay

Texto - Olya Adomovich by Pixabay